Auditoria de Backup – O que é e por que a sua empresa deve fazer?

O backup é uma atividade muito importante na rotina de TI de qualquer empresa. Mas será que a sua empresa está realizando o backup de forma correta a fim de proteger os seus dados e o seu investimento? Quais evidências você tem sobre a assertividade do seu backup?

 

Mais que apenas implementar uma rotina de backup e recuperação de desastres, é preciso garantir que as decisões e ferramentas estejam sendo assertivas e alinhadas ao seu negócio. Por isso, a auditoria de backup tem se tornado cada vez mais popular e um investimento recorrente entre as empresas brasileiras.

 

O que é a auditoria de backup?

 

A segurança de dados é um dos desafios em TI atualmente e, com o grande fluxo de informações que devemos observar nos próximos anos, esta demanda será ainda mais urgente. Muitas vezes, ocorre perda de dados – da empresa e de seus clientes – por erros, incompatibilidade, desastres naturais e ameaças externas, que podem impactar a segurança da informação de forma custosa e muitas vezes permanente.

 

As ameaças externas chegam até as suas informações de muitos modos, e mais que a manutenção corretiva, é preciso que as empresas invistam em prevenção e proteção. Já as ameaças internas são erros e riscos que ocorrem por falha humana ou tecnológica, pela falta de boas práticas de backup e de segurança nos acessos ou no uso dos recursos.

 

Em todo o caso, a auditoria de backup é um processo que promove mais controle na proteção dos dados da empresa. O seu objetivo é fazer a validação se o backup está sendo feito da forma correta e se as boas práticas da empresa são assertivas ou suficientes. Considera ainda os recursos empregados em cada empresa e aqueles que são vitais ao negócio. Por isso, a auditoria de backup é realizada por uma equipe especializada, na maioria dos casos externa à empresa.

 

A auditoria de backup é um investimento muito importante a qualquer empresa. É esta prática que garante que os dados gerenciados pelo TI estejam adequadamente protegidos e bem gerenciados, fazendo com que os investimentos desta área sejam bem empregados e tenham os menores custos adicionais com reparos.

 

O foco da auditoria de backup é a redução do risco de adulteração, perda ou vazamento de dados. A auditoria de backup também prioriza as boas práticas para que haja a prevenção de interrupção do serviço e de má gestão. Todo o processo de backup e recovery deve ser transparente e funcional e a auditoria faz uma avaliação das necessidades do negócio, fiscaliza normas internas, faz um levantamento de falhas e necessidades de ajustes em todo o layout da empresa e avalia inclusive as atividades da equipe interna de TI.

 

Vantagens da auditoria de backup

 

Com estas informações, é possível fazer muitas mudanças e ajustes para melhorar a performance de segurança da informação e até mesmo permite que os gestores tomem decisões mais assertivas quanto ao seu negócio. Nem sempre o problema é a falta de capacidade da equipe interna de TI da empresa ou empenho por parte dos colaboradores como um todo.

 

Muitas vezes os recursos não estão sendo aproveitados ou faltam investimentos em determinados setores, ou até mesmo a adoção de boas práticas simples na rotina das empresas. Os negócios mudam frequentemente e novas ameaças se tornam um risco a cada dia. A rotina de backup deve revista constantemente, e desta forma, torna-se imprescindível a auditoria de backup.

 

Ainda mais quando a empresa está crescendo ou requer mudanças significativas em sua política interna, na aquisição de novas tecnologias ou na estrutura da instituição. Muitas vezes estas mudanças acontecem sem a atualização da rotina de segurança de dados.

 

Outra ocasião em que a auditoria de backup é essencial é quando a empresa alcança uma certificação (como a ISO, por exemplo), e que deve garantir a segurança de dados e a qualidade total de seus processos.

 

Como fazer a auditoria de backup?

 

Nem sempre sobra tempo ou há recursos necessários para que os gestores acompanhem a averiguação da qualidade da rotina de backup e segurança da informação da sua empresa. E quando o negócio cresce, há um maior número de processos de TI acontecendo na empresa, mas as boas práticas de segurança nem sempre acompanham adequadamente este crescimento.

 

É nesta hora que é indicado contratar uma auditoria de backup para verificar como o processo vem sendo executado, quais as garantias que ele oferece, quais as suas contingências e desafios, etc. E se a sua empresa nunca passou por isso ou há tempos não faz este procedimento, é o momento de priorizar a auditoria de backup, uma vez que o seu negócio pode estar passando por perdas de dados agora mesmo.

 

Há alguns fatores essenciais em uma auditoria de backup de TI:

 

  • Procedimento – Além da documentação do processo de auditoria de backup, é preciso optar por uma abordagem que garanta a qualidade deste processo. Por isso, é indicado contratar os serviços de uma consultoria especializadas, que faça esta análise antes do início do procedimento.

 

A instrução por escrito e o laudo é essencial na auditoria de backup. Nesta documentação, deve constar informações gerais e específicas sobre a rotina de backup: como é feito, por quem é feito, qual a frequência, quais as políticas e regulamentos que são seguidos pela equipe. Quem é a equipe de TI, quais os recursos utilizados, etc.

 

  • Rotina de backup – Outra prioridade na auditoria do backup é a cartografia da rotina especificamente dita. É a rotina que garante que há a urgência e necessidade de backup. Com o mapeamento da rotina, os auditores conseguem saber se há uma política de boas práticas, se ela é de fato aplicada no cotidiano da empresa, como é o processo de backup – fita, misto, com replicação em sites ou na nuvem, datacenter, etc. – qual a frequência, o que é feito em caso de perda ou riscos, processo de restauração, etc.

 

  • Sistema e rede – A empresa deve ter um sistema adequado para o procedimento de backup, com uma rede integrada, útil no procedimento de cópia de arquivos. É preciso ainda que a equipe seja capaz de usar o sistema, controlar as informações e tratar erros. Os auditores devem verificar como o sistema é de fato utilizado, se está alinhado com a política de backup, se é efetiva esta rotina, etc.

 

  • Armazenamento – É outra parte importante da rotina de backup. Muitas vezes todo o processo de backup é assertivo, mas os erros e ameaça ocorrem no armazenamento de dados. Desta forma, se há problemas no armazenamento, todo o processo de backup fica comprometido. A auditoria de backup deve verificar os locais de armazenamento (é indicado que sejam três), os recursos utilizados, os acessos a estes recursos, a frequência, etc.

 

  • Evidências – A auditoria deve transmitir aos gestores a análise realizada, sempre fundamentada em evidências. São as provas encontradas de que os backups estão sendo realizados de acordo com as melhores práticas (ou não).

 

Azaz – Backup e Recovery

 

Quer saber mais sobre como implementar uma rotina de backup em seu empresa e conhecer os diferenciais do atendimento Azaz? Acesse este link e confira os diferenciais e vantagens Azaz em backup e recuperação de desastres. Saiba ainda como aplicar a auditoria de backup para a segurança do seu negócio!