Azaz | Virtualização de Servidores: O que é e como funciona?Virtualização de Servidores: o que é e como funciona

Hoje em dia são poucas as soluções que as empresas precisam que a área de Tecnologia de Informação (TI) não possa suprir sem deixar nada a desejar. É praticamente impossível ter uma empresa sem, pelo menos, um computador e uma impressora, não é mesmo?

Nesse sentido, algumas empresas contam com a presença de um servidor para operacionalizar os seus serviços. Você certamente já ouviu essa palavra, mas está familiarizado com o seu conceito?

O servidor é um sistema de computador centralizado que fornece os mais diversos serviços para uma rede de computadores que pode ser fechada (limitada a uma empresa) ou aberta para um determinado público (banco de dados).

Acontece que, hoje em dia, mesmo essa tecnologia já tem se tornado algo um tanto quanto ultrapassado para algumas empresas pela virtualização dos servidores. Essa nova tecnologia veio para marcar presença.

Você tem interesse em saber mais sobre a virtualização de servidores para empresas? Continue lendo esse texto!

O QUE É A VIRTUALIZAÇÃO DE SERVIDORES?

Quando falamos em virtualização, estamos falando em “digitalizar” (ou tornar virtual, como o próprio nome implica) um determinado sistema. Estes podem ser sistemas operacionais, um sistema de armazenamento e, nesse caso, um servidor.

Quando falamos da virtualização de servidores, queremos dizer que os recursos de um hardware (servidor físico) serão divididos e distribuídos em servidores virtuais que serão utilizados de acordo com a demanda. Ao efetuar essa ação, diversos sistemas operacionais podem ser instalados e executados em um mesmo hardware sem a interferência de nenhum desses sistemas, algo que certamente aconteceria se eles estivessem instalados no próprio hardware.

COMO FUNCIONA A VIRTUALIZAÇÃO DE SERVIDORES?

Bem, para virtualizar, primeiro você precisa do hardware físico, ou seja, de uma CPU que vai servir de alicerce para o sistema como um todo. Nessa CPU, um sistema operacional base, também chamado de hypervisor, também é instalado, ele será dividido em diversas partes, o que é chamado de fatiamento de hardware. Cada parte menor é correspondente a uma máquina virtual.

Cada máquina virtual terá uma configuração específica que será delimitada de acordo com a necessidade de uso da mesma. Isso quer dizer que uma máquina pode ter mais memória de armazenamento, já outra pode ter mais poder de processamento. Alguns hypervisores mais modernos permitem que o usuário consiga personalizar todas essas minúcias de forma muito particular.

Cada máquina virtual contará com um sistema operacional próprio que operará de forma independente e também com funções independentes. Por exemplo, em uma máquina com três partições pode operar o Linux, o Windows 2012 e em uma terceira o Windows 2008 e cada um desses irá se comportar como se estivesse em uma CPU comum.

O objetivo desse artigo não é pormenorizar como funciona esse sistema, mas te dar informações suficientes para entender o funcionamento da virtualização de servidores, assim como quais os equipamentos necessários, para a próxima parte desse texto, que tratará da sua aplicação nas empresas assim como seu benefícios e desvantagens.

PORQUE UTILIZAR A VIRTUALIZAÇÃO DE SERVIDORES NAS EMPRESAS

Para utilizar o sistema de virtualização de servidores de forma usar todo o potencial do sistema nas empresas é necessário ter um sistema SAN acompanhado. Calma, não precisa se assustar, o SAN, também chamado de VSAN, é nada mais nada menos que um sistema de armazenamento compartilhado em que todos os sistemas operacionais (partições) terão acesso.

Isso permite uma centralização de todos os dados importantes da empresa, um grande banco de dados que apresenta diversas vantagens operacionais para a sua empresa, falaremos mais dessas agora.

Vantagens da virtualização de servidores para as empresas

  • Centralização do gerenciamento dos dados;
  • Instalações simplificadas;
  • Fácil execução de backups (segurança de dados sempre em primeiro lugar);
  • Suporte e manutenção simplificados;
  • Segurança dos dados, ou seja, o acesso ao servidor pode ser facilmente controlado e monitorado;
  • Fácil recuperação em casos de fatalidade;
  • Economia de espaço físico, afinal, não mais será necessária uma CPU para cada sistema operacional;
  • Economia de energia elétrica, especialmente a utilizada para a refrigeração dos servidores;
  • Baixo custo de implementação e manutenção;
  • Redução de custos de modo geral;
  • Melhor aproveitamento do hardware com um todo;
  • Facilidade em migrar ambientes;
  • Possibilidade de simulação e virtualização de hardware.

Esse é um sistema incrivelmente versátil e que pode se adaptar a diversos ambientes institucionais a depender da demanda do mesmo, ou seja, essa é uma solução em TI que promete economizar recursos (seja na compra de equipamentos ou no gasto de energia) e que é incrivelmente adaptável.

Mas nem tudo são flores, da mesma forma que a virtualização de servidores trás infinitas vantagens para empresas, algumas desvantagens também são notadas, mas, como você poderá notar, não estão ligadas, necessariamente, a sua utilidade no ambiente institucional, mas sim a limitações da solução.

Desvantagens (limitações) da virtualização de servidores

  • Grande necessidade de espaço de armazenamento, afinal, é preciso que tanto os sistemas operacionais quanto os dados da empresa estejam “em um mesmo lugar”;
  • Dificuldade no acesso direto a hardware;
  • Altíssimo consumo de RAM, imagina só a quantidade de arquivos que estão sendo operados ao mesmo tempo. Se faz necessário uma grande memória RAM para que tudo rode de forma “lisa”;
  • Gerenciamento por vezes pode ser difícil;
  • O desempenho, assim como para memória RAM, pode sofrer um pouco, por isso é recomendado a compra de máquinas potentes para execução da virtualização.

Alguns mitos sobre a virtualização de servidores

  • Se o servidor físico quebrar todo o sistema é perdido

Isso é mentira. O sistema pode ser facilmente acessado sem a necessidade de reinstalar todos os seus programas por outros servidores. Contudo, nenhuma máquina está livre de erros, então, backup sempre!

  • Empresas pequenas não tem uso para a virtualização de servidores

Na verdade, essa é uma solução de TI que pode ser utilizada por qualquer empresa que necessite de mais de um servidor, independentemente do tamanho delas.

  • Pouco ou nenhum controle de segurança

Essa é outra mentira, as empresas são completamente livres para definir suas normas de segurança e garantir que os seus colaboradores as sigam a risca.

 

É muito fácil ver as diversas aplicações que a virtualização de servidores pode tomar em sua empresa. Além de uma verdadeira economia, sua versatilidade permite que a máquina seja usada para tantas tarefas quanto sejam necessárias.

Sobrou alguma dúvida sobre esse assunto? Entre em contato com nossa equipe da Azaz! Nosso time é mais que capacitado para tirar todas as suas dúvidas a respeito da virtualização de servidores e como pode ser útil para a sua empresa.

 

Imagem de capa retirada do blog Task

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *